terça-feira, 20 de setembro de 2011

Resenha do livro "As Crônicas da Terra do Lago"

Livro: As Crônicas da Terra do Lago
Autor: Iracy Araujo
Editora: Novo Século
Páginas: 142
Ano: 2011
Comprar: Livraria Cultura
                 

Sinopse:
Quíron, o primeiro-ministro, mantém o reino da Terra do Lago em equilíbrio e prosperidade. Rei Darel está feliz com o nascimento da princesa Diana, sua única filha e herdeira. As sombras do exército de Magnus, o impiedoso, avançam sorrateiramente sobre a cidade conquistada pelas mãos do sanguinário invasor. Na calada da noite, Quíron consegue fugir do castelo com sua filha Selene e a pequena Diana, salvando a princesa da morte certa.
Conseguirá o fiel ministro mantê-la a salvo da tirania de Magnus?


Trago para o conhecimento de todos, esta nova autora muito simpática e atenciosa, e além do mais temos que valorizar o que é nosso que é tão rico e maravilhoso quanto os que vem de fora do Brasil.
Iracy Araujo nasceu em Pernambuco, é médica pediatra. Escreve poesias desde a adolescência, assim como contos. Esta é sua primeira aventura literária, dentro do universo da fantasia. Atualmente, trabalha na Universidade de Pernambuco e mora em Recife.
O livro retrata um mundo onde vivem reis, guerreiros e magos. Ela nos remete a um mundo onde o que mais impera é a tirania daqueles que são cegados pelo poder e fortuna.
De um lado, temos um reino tranqüilo e abonado em questão de dinheiro e alimento, onde impera uma sociedade amistosa, com seu rei Darel que por um triste destino perde sua rainha no parto de sua pequena princesinha Diana. Tudo continua tranquilamente até que a menina completa três anos.
Do outro lado temos Magnus um tirano que quer apenas mais fortuna e poder, que decide travar uma batalha sanguinária com o sossegado reino da Terra do Lago.
Confesso que no início do livro fiquei meio apreensiva com pressentimento de que não gostaria do livro, mais a cada página lida eu comecei a me simpatizar pela história assim como pelos personagens. Não tem uma grande história de amor, mais uma grande lição de fidelidade e lealdade.
“- Defenderei meu reino e morrerei por ele se preciso for – disse afinal o rei -, mas é preciso que Diana fique em segurança.
Quíron já esperava por isso. Com a morte da rainha e a recusa do rei em casar-se novamente a pequena Diana tornara-se a única herdeira do trono. Tinha agora três anos e parecia muito com a rainha. Olhos verdes e alegres, cabelo arruivado, estava sempre inquieta à procura do que fazer.
- Quero que a leve daqui, Quíron! – A voz do rei tornava-se mais intensa, demonstrando toda a sua emoção, - Leve-a para um local seguro. Se formos bem-sucedidos retornarás, se não – suspirou o rei -, crie-a como tua filha. Talvez quando crescer, ela possa recuperar nosso reino. Ao menos estará viva.
- Irei defendê-la com minha vida!
Pôs a mão sobre o peito, também estava tomado por uma profunda emoção. Esta era a maior prova de confiança e afeição que Darel poderia ter lhe dado.
- Sei disso e não espero nada menos de ti.”
A capa por si só já nos atrai por seu excelente designer, as cores suaves.
Um ponto negativo, o livro poderia ter mais páginas, pois terminou com um indicio de romance que me deixou curiosa. E é horrível a ansiedade para esperar um próximo livro, mais estou torcendo para que em breve esteja nas livrarias.
Para quem esta procurando um bom livro que envolve magos(as) e magia, lutas e reis, esta é uma boa pedida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário